Cópia de Cópia de aconchego-stories (1)_edited.png

Nossa exposição inicia com conjuntos que apresentam o amor, a natureza,  o cansaço e o ordinário, mesclando trabalhos de Léo Shun, Raquel R. SIlva, Folha, Ana Gabiroba, Ricardo do Rosário, Á. Novello, Pollyana Mattana, Jally, Li Vasc e Mailyne Rodrigues. As obras em pequeno e médio formato se compõem em uma reunião pouco comum mas acertada, que ganha fluidez pelo contato cromático e intenção dos artistas. Nas primeiras paredes a inspiração, a impermanência e o cuidado a cada detalhe são pontos de destaque. Em seguimento, as composições mais lineares pedem certo afastamento para serem compreendidas como um todo. A reunião de heterogêneos pede a investigação do olhar e a invenção de relações que ultrapassam o óbvio. 

Em um segundo momento a exposição ganha textura e ambição com as obras de Mailyne Rodrigues, Li Vasc, Filipe Neves, Bruno Benedicto e Erik Machado. As imagens profundas geram um acolhimento mais espesso, pedindo mais tempo para compreensão da experiência; de encontro ao âmago, reflete-se sobre os tempos do agora em que vivemos, através de retratos in-fiés e geralmente cansados. Nessa realidade, qual o sentido do aconchego? O que continua sendo acolhedor?

Uma boa experiência a todas, todes e todos! 

Equipe Orta.

Marina, Taís e Humberto